quinta-feira, junho 14, 2007

Para mim não faz sentido!



O Vaticano exorta os católicos a não ajudarem a Amnistia Internacional (AI) por dizer que esta organização humanitária é a favor do aborto.

Não consigo deixar de sentir indignação por isto, apesar de ser católica. Também sou contra o aborto, mas isso não significa que agora passe a não ajudar a Amnistia. Relembro que a campanha do Darfur inclui também esta organização. Não digo isto apenas por causa do Darfur. Simplesmente não concordo com esta atitude. Para mim, isto é o mesmo que dizer não ajudem ou não falem com quem é a favor do aborto.

Compreendo que peçam para que não nos envolvamos numa campanha sobre o aborto. Mas, isso não significa que não ajudemos esta instituição noutras campanhas.


Já sabem, a AI lançou o http://www.eyesondarfur.org/. Conheçam melhor o drama do Darfur e assinem a petição. Estes irmãos em Cristo precisam de toda a ajuda.

6 comentários:

Demo disse...

Olá Maria João
Esta será apenas uma das facetas do Vaticano... experimenta ler em

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2007/06/13/anistia_internacional_desmente_ter_recebido_fundos_do_vaticano_824435.html

e depois comenta...
Enviar-te-ei um mail brevemente...
Fica bem

Demo disse...

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2007/06/13/anistia_internacional_desmente_ter_recebido_fundos_do_vaticano_824435.html

Demo disse...

Não consigo escrever o endereço na totalidade... será assim, depois de:
anistia_internacional_desmente_ter_recebido_fundos_do_vaticano_824435.html

se desta vez não conseguir, mando-te um mail

Ver para crer disse...

A campanha pró aborto é contra os direitos dos não nascidos.
Temos de distinguir entre pessoas e organizações. Amar as pessoas mas criticar o que elas fazem.
E neste caso concreto acho que a AI está errada.

Maria João disse...

Mas, Ver para Crer, isso não quer dizer que não ajudemos a AI noutras campanhas. No terreno, nos locais de missão, há interajuda. A AI não participa em questões relacionadas com religião. A Igreja não participa em campanhas como a do aborto. Mas ajudam-se noutras ocasiões.

elsa nyny disse...

Pois...complicado, mas na vida somos amigos de tantas pessoas que fazem coisas e que pensam diferente de nós...
vou ficar a pensar nesta questão!

beijinhos