domingo, dezembro 27, 2009

Um Natal diferente ...


Hoje celebramos o dia da Sagrada Família de Nazaré. Podia falar da família doméstica, mas vou partilhar convosco o meu Natal, que foi um Natal onde saboreiei a Igreja como família. Uma imagem da Igreja que nem sempre temos, principalmente quando vivemos numa cidade.

Este ano o meu irmão estava a trabalhar e não podemos passar a noite com ele e com os filhos e a muher. Fiquei em casa com a minha mãe e, claro, com a minha cadela e a minha gata. Mas estava bem e feliz. Faltava pouco para receber Jesus na Missa do Galo e para Lhe cantar os parabéns.

Lembrei-me dos anos em que vivia o Natal das prendas e como chorava quando ficava só com a minha mãe. Como Jesus nos dá vida e vida em abundância! (Jo 10, 10). E nos mostra o que é mais importante ...

Fomos à Missa do Galo. Fomos mais cedo, porque ia cantar no coro. Não pensem que canto, faço-o em conjunto com outras pessoas e para Deus. Só Ele para me ouvir!  Vivi realmente Cristo nesta Eucaristia! A Igreja cheia com várias famílias (desde crianças a idosos) fez-me pensar nos tempos em que me afastei e vivia a pensar que a Igreja estava morta e que ninguém ia à Missa do Galo. Como estava errada! Como do lado de cá (onde nos queremos colocar) opinamos tanto sem ter conhecimento do que realmente se passa ...

No final da Eucaristia fomos levar o Menino Jesus ao Presépio que está na rua. Estava um frio de rachar, mas cantámos os parabéns e “É Natal, É Natal” em plena rua, à frente do presépio. O convivío foi muito bom no final da Eucaristia, antes de irmos para casa. Senti-me, mais do que nunca, em Igreja!

Entretanto, conversa puxa conversa e a Família Garcia (muito nossa amiga e que não faz parte da família de sangue, apesar do mesmo apelido), soube que o meu irmão estava a trabalhar. Convidaram-nos para ir lá a casa deles. Primeiro dissémos que não, mas acabámos por ir. Rimo-nos imenso! Vivia-se a Família Igreja. Não estivémos muito tempo juntos, porque uma das pessoas ainda ia trabalhar, mas o importante é a qualidade e não a quantidade. A Família Garcia fez o que, infelizmente, está muito esquecido na sociedade. Na maior das simplicidades acolheu-nos, deu-nos amor, paz, alegria. No momento das prendas não se importaram com cerimónias e, apesar de não pedirmos nada, arranjaram prenda para nós. Prendas de coração, sem precisarem de ir à loja gastar raízes de dinheiro.

Família Garcia eu e a minha mãe rezamos por vocês e pedimos ao Pai que vos abençoe. Não importa os altos e baixos. Fazem parte da vida. O importante é a imagem de amor, paz, fraternidade e alegria que transmitem. A imagem da Sagrada Família de Jesus ... Não digo isto apenas por causa deste Natal. Há muito que vejo que a vossa família caminha com os altos e baixos habituais, mas com uma diferença: com Jesus no meio de vós.

terça-feira, dezembro 22, 2009


Aceita a Paz, o Amor e a Saúde que Jesus traz a todos nós! Aceita o Seu convite para O amares e o ajudares a espalhar mais amor neste mundo! Não te esqueças da gota de água de que falava a Madre Teresa de Calcutá ... Mesmo sendo uma gota, faz falta e faz a diferença ...









quarta-feira, dezembro 09, 2009


Andamos a correr de um lado para o outro. Pensamos em mil e uma coisas. Fazemos listas de prendas ou se colocamos bolas ou laços na árvore de Natal... Pegamos no presépio, a correr, e colocamo-lo ao pé da árvore. Se o colocarmos … Nem o olhamos com olhos de ver. As luzes do Natal são bonitas, mas ofuscam-nos e não vemos a verdadeira Luz, Jesus Cristo. Ele, sim, é o centro da nossa vida e o centro do Natal. Mas esquecemos isso tão depressa …

Lembramo-nos do bacalhau e das couves, do polvo, do peru, das últimas prendas … Mas não nos lembramos de viver o Advento, de meditar nas passagens bíblicas deste tempo de esper(ança), de irmos ao sacramento da Reconciliação …
Este fim-de-semana estive num retiro de Advento. E há algo que me marcou de maneira especial. Deus move-se e age na nossa história. Todos os dias Ele está cá dentro de nós, nos outros … Mas andamos distraídos ou temos vergonha de nos deixarmos encontrar por Cristo.

Sejamos humildes e deixemos de lado o orgulho que só dá uma alegria imediata! Se acreditamos que Cristo é Amor, acham que faz sentido achar que a nossa vida vai piorar com Ele?
Já pensaram que Deus nos pode estar a chamar para O ajudar na Sua obra?
Deus quer precisar de nós, quer que façamos o bem com e por Ele. Ele ama-nos e precisa dos nossos pés, mãos, boca, ouvidos para irmos anunciar a Boa Nova e tirar muitos irmãos em Cristo da solidão e do vazio.

A salvação, a Vida Eterna, conquista-se em união. Essa de “eu tenho a minha fé” não chega. Deus é amor e união. Se não partilhamos a nossa fé, estamos a ser egoístas. Já pensaram nisso? Abramos o coração a Cristo! Deixemos que Ele renasça em nós todos os dias e nos transforme em mais uma centelha de amor que vai aquecer os corações vazios e frios … É uma centelha pequena e imperfeita, mas é como a gota de água no mar … O que seria do mar sem essa gota?

Não digas que neste momento não podes escutar Cristo, porque tens problemas. E quem não os tem? O maior problema está em colocarmos o nosso mundo no centro de tudo. Se partilhássemos esse problema e se olhássemos para os outros, veríamos que o nosso problema não é assim tão grande … E, quantas vezes, os problemas só têm solução quando os partilhamos … A Deus nada é impossível, no amor. Deixa-te conduzir e verás que os teus caminhos são melhores com a orientação do Pai! Não tenhas medo dos muros e medos que tens de derrubar! Cristo ajuda-te!

PS: Vejam o caso do David. Ele precisa de nós! http://www.pinceladaspordavid.blogspot.com/ .

quinta-feira, dezembro 03, 2009

Vem, Espírito de Vida e de Amor!

Poderia escrever muita coisa sobre o Advento, mas pensei que o mais importante é ... pedir o Espírito Santo. Vi este vídeo no Apenas Oração e no Seminário do Fundão e não resisto a colocá-lo aqui. Preparemo-nos para o Natal com a ajuda do Espírito de Deus. Mesmo que já o tenham visto, voltem a vê-lo e ... a orá-lo ... ;)


video