sexta-feira, março 09, 2007

A Palavra de Deus

A Bíblia é a Palavra de Deus. Todos nós já ouvimos esta expressão vezes sem conta.

Não sei o que pensam, mas eu acredito que assim seja. Claro que a Bíblia é um livro de Fé, com histórias reais, mas também com muitas metáforas e parábolas que têm como objectivo deixar-nos a pensar sobre as coisas da realidade. O próprio Jesus utilizava muitas parábolas para que as pessoas entendessem melhor a mensagem que Ele queria passar.

E vocês? Acreditam na Bíblia? Costumam lê-la?






10 comentários:

Laurie disse...

Sim, acredito e leio Bíblia, porém vale salientar que além da Bíblia, que é a palavra de Deus, temos também o Magistério e a Tradição Oral.

Paz de Jesus e o amor de Maria.

sedente disse...

A leitura da Bíblia deve tornar-se um bom hábito "católico"...d facto, noutras confissões cristãs,há mt tempo, ela é lida, meditada regularmente por cada fiel. Após o Concílio Vaticano II, abriu-se e promoveu-se a "Lectio divina", uma leitura meditada da Bíblia, a cada crente católico. Porq a Bíblia é verdadeiramente Palavra de Deus, ela ajuda a conhecer melhor o próprio Deus e a viver segundo a sua vontade. O tempo da Quaresma é mesmo propicio à leitura da Bíblia, jejuamos d tudo o k n é essencial nas nossas vidas p nos centrarmos em Deus, e a sua Palavra é um excelente meio para isso, d facto, ela chama constantemente cada homem e mulher a converter-se, mudar akilo k n nos estabelece para nos edificar como filhos da Promessa.
Leio todos os dias a Palavra de Deus...porq ela sacia a minha sede mas ao mesmo tempo, dá-m ainda mais sede do meu Deus.
abrç+

jpcruz disse...

Já que pergunta, eu não, já que sou um desgraçado agnóstico condenado às chamas eternas do inferno. Mas já li e é um livro muito interessante, sem dúvida. Paz e Saúde!

Anónimo disse...

Quem conhece a literatura dos povos do médio Oriente, a biblia é desinteressante, repetitiva, pouco original. Até a oração do pai nosso foi tirada do Livro dos Mortos do Egipto.
Por outro lado causa um enorme incomodo. Aí se conta a história ficcionada do nascimento de uma religião: o marido, o José era casado com a Maria. Esta teve, na constancia do casamento um filho de um tal Espírito Santo. Este filho inventou o catolicismo. Uma religião nascida do adultério não pode ser muito boa, ou pode?

joaquim disse...

Faço os possiveis para que seja todos os dias.
A Biblia é para mim mais do que um guia, do que um caminho, é vida que quero viver.
abraço em Cristo

uschita disse...

Sim...

Um abraço em Cristo


Lúcia

Demo disse...

Olá Maria João

A Bíblia será apenas uma colectânea selectiva de textos – por conveniência –, em muitos aspectos algo arbitrária e mesmo assim com algumas passagens soberba e deliberadamente ignoradas. Sem comentarmos o facto de ter sido sujeita a revisões e censuras drásticas, poderemos mesmo considerá-la em alguns aspectos contraditória … não será nenhum “ditado” feito por Deus – quanto muito, será a palavra de Deus por palavras humanas…

No entanto, como obra literária contem obras de uma beleza inexcedível…
“O livro de Job” ou “O Cântico dos Cânticos”… (surpresa)? … não serão nada inferiores a “Pistis Sophia” ou “Trovão: mente perfeita”…

Tudo de bom para ti...

Alessandro disse...

Poderia acrescentar meu blog em suas indicações?
Nome: Apologeta
Endereço: http://apologeta.blog.com
RSS: http://apologeta.blog.com/rss/

elsa nyny disse...

Olá Linda!!

Claro que sim1 Acredito e leio!!!

Beijinhos pa ti!
:)

tiago disse...

«Se conhecesses o dom que Deus tem para dar e quem é que te diz: ‘dá-me de beber’, tu é que lhe pedirias, e Ele havia de dar-te água viva!» (JO 4, 10). A Palavra de Deus é (também) esta água viva.