segunda-feira, outubro 15, 2007

O que fazemos à Palavra de Deus?

"Há aqui jovens que estão a ter estudos da Bíblia com seitas religiosas. E a culpa é nossa, da Igreja ( aqui significa todos os que são cristãos católicos). Não lhes damos apoio. Pedimos ajuda à paróquia e não conseguimos nada. Temos de fazer alguma coisa!"

O desabafo é de mais do que uma pessoa do bairro onde costumo ir. A Igreja somos todos nós que acreditamos em Cristo e na Igreja Católica, fundada por Jesus. E todos nós temos responsabilidade por haver quem vá beber a outras fontes. A questão é mais complicada do que possa parecer. Há seitas que têm doutrinas que podem, em alguns momentos, pôr em causa a saúde das pessoas. E, claro, impingem-lhes que têm de ir para a sua religião, porque eles vão de certeza ser salvos. Inventam novas traduções da Bíblia e chegam ao ponto de se deslocarem a casa das pessoas no dia de Natal, uma época tão importante para os católicos. Nem sequer têm o mínimo de respeito! E não falo apenas pelo exemplo deste bairro. Falo por mim. Também eu já tentei ir a outras fontes, porque a Igreja não me ajudava. Felizmente, Deus Pai abriu-me os olhos...

E de quem é a culpa disto? De todos nós que somos Igreja. Por que razão não se evangeliza mais? Por que razão não se ensina mais sobre a Bíblia? É a Palavra de Deus! Que atenção é que lhe damos? Gostámos de conhecer Deus, então falemos Dele aos outros!

Conhecer o que está na Bíblia, conhecer a Palavra de Deus permite-nos corrigir muitos erros e ter fé com obras. Se se conhecesse melhor a Palavra de Deus, de certeza que não teríamos as várias pessoas que se deslocaram este fim-de-semana a Fátima a empurrarem-se umas às outras, sem o minímo de respeito, para verem a basílica. Não teríamos pessoas em frente das câmaras de televisão a mostrarem tudo menos, respeito, amor, perdão, paciência. Aqueles bons exemplos que encontramos através do exemplo de Jesus... que está na Bíblia (leiam o Novo Testamento, vejam o Antigo Testamento e vejam como as coisas mudaram com o nascimento de Jesus).

Não se esqueçam que Jesus nos disse: "Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como pois invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pois pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas." (Rm 10, 13 - 15).
Diz-nos ainda: "Ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo." (Mt. 28, 19)

7 comentários:

elsa nyny disse...

Linda!!!
Que a Palavra de Deus seja sempre Luz!!!

Convido-te a conhecer a Flávia que está em coma vigil irreversivil há quase dez anos...

bjs

Amor disse...

enseñad a todas las naciones y predicad la libertad también en vuestro blog

:-)

amor

joaquim disse...

Tens toda a razão Maria João e serve-nos a todos a "carapuça".

Na Comunidade Luz e Vida, fazemos periodicamente retiros de evangelização para jovens, onde eles nada têm que pagar. Apenas as suas deslocações. Vamos ter um desses retidros agora no inicio de Dezembro.
Orientamos também encontros para jovens, (e não só), bem como retiros em qualquer parte do país onde formos chamados.
Se quiseres mais alguma informação é só dizer que te farei chegar.
Como muito bem dizes, temos de ser discipulos e mensageiros, testemunhando com a vida e com a palavra.

Abraço amigo em Cristo

JP disse...

Neste tema, como noutros, só Deus é que não tem culpa. A culpa não é da semente, mas sim do campo que a recebe. E hoje, festa de S. Lucas, é um óptimo dia para lembrar as nossas responsabilidades.
Bom resto de semana :o)

Ver para crer disse...

Completamente de acordo. Nem tudo correu bem em Fátima como nem tudo corre bem em qualquer outro lugar. Há sempre os espertinhos...

Paulo disse...

Por vezes nós mesmos, não nos abrimos, como Jesus, guardamos a nossa sabedoria para nós próprios e, com receio, não abrimos as portas aos outros que têm sede da verdade. Os "outros" esses, abrem as suas portas mais do que as nossas, infelizmente.

Tonito disse...

Ena ena... mas que desabafo!?

Olha sinto uma enorme alegria por o teres feito.

Realmente não sei o que se passou em Fátima mas... também nao preciso de o saber - basta-me imaginar!?

O fenómeno Fátima faz-me lembrar um passagem bíblica muito lida na semana santa - a ida de Jesus ao templo na altura da Páscoa!?

Que o bom Deus nos continue a ajudar a descobrir o Seu rosto. Que os nossos olhos deixem cair os traços que ao longo dos anos também ajudámos a colocar no rosto do suposto deus, escondendo assim o SEU VERDADEIRO ROSTO.