sábado, outubro 06, 2007

Entreguemo-nos à Missão!
Este é o mês das missões. Relembramos mais uma vez os muitos missionários que partem para terras distantes para ajudar quem mais precisa.

Já aqui falei de como a sua vocação é tão importante. Regra geral vê-se estes missionários como pessoas extraordinárias. E são! Não haja dúvida! O problema, na minha opinião, é quando olhamos para elas e achamos que só algumas pessoas é que são missionárias. Os outros, nós, estamos cá no nosso mundo dito civilizado, vamos às celebrações religiosas, rezamos e... mais nada.

O cristão, quem crê em Deus, não pode ficar por aí. Ser cristão é seguir o exemplo de Cristo. O seu exemplo inclui oração, mas também palavra e acção. Já pensaram como, muitas vezes, achamos que a conjugação destes três vertentes só fazem parte de algumas almas especiais que são missionárias? Isso não é verdade! Se acreditamos que somos feitos à imagem e semelhança de Deus Pai, também devemos saber que a nossa vida tem de ter oração, palavra e acção. Não podemos fugir disto!

E não pensemos que a missão só acontece apenas noutros países. Há muita miséria em todo o mundo. Há países onde a pobreza é aterradora, muito mais do que onde vivemos. Mas, aqui, no nosso cantinho, também há muita gente a precisar de ajuda. Não estou a falar apenas de comida e outros bens deste tipo, mas também de uma palavra amiga, de conhecer Jesus, de sentir que há alguém que os ama, de sentirem que têm dignidade...

Também não se pense que a missão é apenas para os religiosos. Deus Pai chamou-nos a todos para seguir o exemplo de Cristo e amarmos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Os leigos também têm um papel muito importante e o dever de seguir o exemplo de Cristo. Não basta ter os sacramentos. Há que passar à prática o que aprendemos. Os leigos também devem ser missionários para serem cristãos. Vão para fora do país ou fiquem cá. Em todo o lado há pessoas a pedir a nossa mão amiga. Jesus chama-nos constantemente para fazermos alguma coisa pelos irmãos que sofrem.

Vamos deixar de pensar que missão é só para umas almas muito especiais e extraordinárias. É para todos. Sem excepção! Ou não tivéssemos todos nós carismas diferentes. Todos nós somos essenciais neste mundo!

E, melhor do que estas palavras, são estas http://www.paroquias.org/biblia/?c=Mt+25 (Mt 25, 31-46)

2 comentários:

elsa nyny disse...

"...todos nós somos essenciais neste mundo..."
que lindo! Então mãos á obra!!!!


Convido-te a celebrar comigo o 1º aniversário do - eu estou aki -
beijinhos!

silvino disse...

missão. mais um conceito a ser redefinido pela igreja, e por nós, neste novo século de consciência colectiva global ;)