terça-feira, maio 01, 2007

Alegria Cristãos!

Não sei o que pensam sobre o assunto, mas não acham que as nossas missas e outras celebrações religiosas podiam ser mais alegres?

Sei que esta é uma questão que levanta alguma polémica, mas sinceramente quando vejo povos, como os africanos, com missas tão alegres, sinto que as nossas celebrações são demasiado murchas. Eu sei que se trata de uma questão cultural, mas acho que devíamos mostrar mais alegria quando, por exemplo, se canta o Glória, o Aleluia... Enfim, há momentos para estarmos em silêncio, para termos uma postura mais calma, mas também há outros que deviam ser alegres. Afinal, Jesus é alegria. O nosso Glória costuma ser tão pouco alegre... Se glorificamos a Deus Pai, se damos a paz de Cristo aos nossos irmãos em Cristo devemos estar contentes. Claro que não nos devemos comportar como se estivéssemos numa discoteca, mas devíamos ser mais expressivos.

Pode haver respeito e alegria. Uma coisa não impede a outra. Se há povos que conseguem, nós também conseguimos.

8 comentários:

silvino disse...

ui, é q é msmo.. embora seja mt questionável, cm tu propria admites.. ms conheço na "pele" a alegria contagiante dos celebrantes missionários nalgumas eucaristias inesquecíveis..

Daniel disse...

o que é necessário é que haja em nós liberdade para o espírito Santo se mover. Com corações puros e sinceros, louvaremos a Deus, através de Jesus, e a sua alegria inundará os nossos corações...

Agradeço a todos os que desejarem, a visitarem o meu blog, www.danielaurelio.blogspot.com, e analisarem o artigo sobre a predestinação de Judas

Sandra Dantas disse...

Olá amiga,
é claro que pode e deve haver respeito e alegria ao mesmo tempo! Temos ainda que deixar aflorar a nossa alegria, sem medo!!!

Quando puderes passa no Teologar, tem uma coisa para ti! Bjs

sedente disse...

Tudo por Jesus, nada sem Maria.
Bom mês de Maio.
abrç+

Pe. Vítor Magalhães disse...

"Eu estou sempre convosco, todos os dias, até ao fim dos tempos" (Mt. 28, 20b)

André Alves Correia disse...

Cara Maria João,

Tocas num tema que me é muito caro. Durante muitos anos fiz parte do coro da missa dominical, e sentíamos (o coro) que era importante dar um abanão para animar... Sendo que chegámos a ser muito criticados por isso!

Não há dúvida que muita gente sente a missa como "uma seca". Vejo-o, p.e., na distribuição da comunhão: a maioria das pessoas aproxima-se da hóstia como se fosse para um funeral, com "cara de enterro". E pergunto-me se verdadeiramente sentem a alegria de receber Cristo!

Enfim, as coisas são como são. Resta saber se estamos dispostos a fazer mudança.

Catequista disse...

Concordo com estas palavras. Se festejamos Cristo ressuscitado em cada eucaristia por que não fazê-lo de forma alegre, tal como o fizeram os Apóstolos. Contudo, alguns riscos podem sempre advir daí, pois às vezes cai-se nos exageros e, sem um certo controle, poder-se-ia cair nalgum exagero.´
Mas às vezes penso que esta alegria também deve partir de nós, de cá de dentro, deve ser sentida, deixar de encarar a missa como a obrigação a cumprir todos os domingos.

Bom fim de semana

Fontez disse...

ideia fantástica e ja mt difundida no Brasil é cantarmos todos com alegria...!
Cantar com alegria a palavra de Deus...!