segunda-feira, novembro 13, 2006

Fé… mas com obras

Um jovem inquieto apresentou-se a um sacerdote e disse-lhe:
- Dá-me Deus.
O padre fez-lhe um longo sermão que escutou pacientemente, mas não o convenceu. Foi então ter com o bispo e fez-lhe o mesmo pedido.
- Dá-me Deus.
O bispo leu-lhe a carta pastoral que acabara de escrever aos diocesanos. Mas o jovem continuava insatisfeito. Ficou triste e começou a chorar. O bispo perguntou-lhe:
- Por que choras?
O jovem respondeu:
- Busco Deus e só me dão palavras.
Naquela noite, o padre e o bispo tiveram o mesmo sonho. Sonharam que morriam de sede e alguém procurava matar-lhes a sede com um longo discurso sobre a água.

Pois é. Não basta dizermos que “Deus é amor”. É preciso dizer e mostrar. De que vale a pena dizê-lo se depois somos rancorosos, provocamos problemas no trabalho, na escola, entre os amigos, na família? Ou temos a oportunidade de ajudar um pobre e não o fazemos por pensarmos demasiado no nosso umbigo? Ou temos a possibilidade de rezar por uma pessoa e não o fazemos? Como diz S. Tiago, na sua carta, é preciso haver Fé e Obras. Jesus falava, mas também agia. Se somos chamados a seguir o Seu exemplo, porque ficamos de braços fechados?

Como alguém disse uma vez: “Por que continuas de braços cruzados, quando o maior Homem do mundo morreu de braços abertos?”

8 comentários:

J disse...

Um texto ESPECTACULAR. Muitos Parabéns Maria João, o texto tocou-me profundamente, para darmos Deus a conhecer aos outros, não bastam palavras é precisos gestos, acções, exemplos que façam os outros ver Deus em cada um de nós, porque Ele se manifesta através das acções, Ele está presente na nossa vida mais do que julgamos, e não bastam grandes sermões mas pequenos gestos.

obrigado pela sua partilha e pela sua Fé que me faz ver Deus no seu blog, sempre.

Um grande beijinho

joaquim disse...

Um texto bonito e realista.
E agora coloquemo-nos também na posição do Padre e do Bispo, porque também é nossa missão "mostrar" Deus aos outros.
Não podemos "sacudir a água do nosso capote", porque muitas vezes falamos muito e testemunhamos pouco.
Obrigado pela reflexão.
Abraço em Cristo

Demo disse...

MJ

"Fé" será a nossa relação com o Divino... e essa terás em grandes doses...

Um abraço

elsa nyny disse...

Maria João!!

Parabéns pelo texto, está lindo, amiga!!
Pois tem que haver obras, porque "palavras leva-as o vento"...e que testemunho nos deu Jesus? Pois,muito mais obras que palavras!!!

Beijinhos!!
:))

Maria João disse...

Tens razão, Joaquim. Este texto fala dos padres e dos bispos, mas foi por acaso.

A mensagem deve ser para todos nós. Escolhi este texto, porque acho que, por vezes, falamos muito, mas não fazemos grande coisa. Assim, como é que os outros podem ver Deus? Ou, pelo menos, respeitar a nossa crença?

Anónimo disse...

é verdade... amar não são palavras mas obras e verdade, como diz João nas suas epístolas...
A fé implica demonstração, através das obras...

agradeço a todos uma visita a :

www.danielaurelio.blogspot.com

NaSacris disse...

Olá Maria
Este texto já o usei em encontros. É bonito e faz pensar no que realmente é importante.
È a primeira vez que venho aqui via link dos teus comentários no meu blog. Obrigado pela visita. Vou tomar a liberdade de linkar este "Deus em tudo e sempre"
Bj

Paulo disse...

Também há disso, em demasia diga-se de passagem.