domingo, outubro 12, 2008

Como Te magoamos ...

Costumamos pensar no que fazemos ou fazem a Jesus no Santíssimo Sacramento?


- Não O vamos visitar
- Visitamo-Lo por obrigação
- Não levamos outras pessoas, nomeadamente as crianças a amar e a louvar Jesus no Santíssimo Sacramento
- Entramos na Igreja e fazemos o Sinal da Cruz à pressa, por hábito, sem pensarmos no que estamos a fazer e quem nos está a ver no Sacrário
- Recebemos Jesus na Eucaristia sem estarmos “bem limpos” por dentro
- Recebemos Jesus na Eucaristia e saímos da Igreja e já não nos lembramos que levamos Jesus
- Recebemos Jesus na Eucaristia e nem recebemos a benção final ou chegámos à Missa a meio da celebração
- E... há quem vaz buscar Jesus na Hóstia Consagrada para levar para casas de bruxaria e para utilizar em ritos satânicos, chegando a pisá-Lo, fora outras coisas horríveis...

Não nos podemos esquecer que, após a Transubstanciação, estamos perante Jesus:

“Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, depois de pronunciar a bênção, partiu-o e deu-o aos seus discípulos, dizendo: «Tomai, comei: Isto é o meu corpo.»Em seguida, tomou um cálice, deu graças e entregou-lho, dizendo: «Bebei dele todos. Porque este é o meu sangue, sangue da Aliança, que vai ser derramado por muitos, para perdão dos pecados”. (Mt 26, 26-28)

Como reparação pelo que Sofre, pedia a todos os que passarem por aqui para fazerem uma oferta a Jesus. Uma oferta que O repare pelos males que fazemos ou Lhe fazem. Pode ser uma missa, uma oração, um visita ao Santíssimo ... Não esqueçamos, no entanto, que a maior reparação é evitar magoá-Lo.

12 comentários:

silvino disse...

nem sempre essa lógica de reparação encaixa em mim. mas penso q a necessidade de reparação pode nascer de uma consciência da humanidade como unidade, e da responsabilidade da parte no todo.

nesse sentido, atrevo-me a dizer-Lhe.

jesus eucaristia, corpo e sangue em altar.. que os meus gestos sejam acção de graças a ti, conduzindo outros à tua presença. para que um dia sejamos um, como o pai é uno contigo.

joaquim disse...

Maria João

Texto muito pertinente, obrigado!

Muitas vezes a Comunhão na Missa parece um acto social, pois as pessoas vão comungar e vêm de comungar a falar umas com as outras a cumprimentarem-se, etc, etc.

Mas o mais ridiculo para mim são as genuflexões frente ao Sacrário.

Algumas são de rir , se não fosse tão triste.

Mas vale não fazer nada e mostrar pelo menos respeito e dignidade.

Abraço amigo em Cristo

Fontez disse...

interessante texto.
gostei de o ler.

um aparte deixo:
o que Deus nos pede é trabalhar pela Salvação - "amar o próximo" e não (somente) ir missa.

Visitar Deus é um gesto lindo, mas não o que Ele nos pede.
Visitar é fácil, caminhar na paz de Cristo é que é o verdadeiro gesto.

Deus ama-nos tal como somos, tal como nos comportamos, Ele sabe bem que somos. Felizes os que caminham com/para Ele!

bj grande dear.

Maria João disse...

Olá, fontez!

A Eucaristia foi instituída por Cristo. Aí é que somos enviados em missão. Jesus pediu para que a Eucaristia fosse feita em Sua memória. É um pedido Dele, não nosso.

Não te esqueças do que Jesus disse:

"Tomou, então, o pão e, depois de dar graças, partiu-o e distribuiu-o por eles, dizendo: Isto é o meu corpo, que vai ser entregue por vós; fazei isto em minha memória.
20*Depois da ceia, fez o mesmo com o cálice, dizendo: «Este cálice é a nova Aliança no meu sangue, que vai ser derramado por vós" (Lc 22, 19-20

E acrescentou:

"Quem come deste pão viverá eternamente" Jo 6, 58


Ir à missa é amar o próximo. É estar em oração comunitária com o mundo inteiro, na Eucaristia deixada e pedida por Jesus, como se pode ver nestas passagens bíblicas.

Não devemos ficar por aí, mas também devemos passar por aí. Lá está: é um pedido de Jesus.

beijos em Cristo e Maria

Fontez disse...

orar, ouvir a palavra de Deus é a melhor arma pra nossa caminhada da Salvação.

Cristo não exigiu...apenas desejou que Sua memória ficasse viva e o Homem à sua maneira (imperfeita) fez obras, Igreja, Biblia...!

Existem obras de Deus que são todas perfeitas e existem obras do Homem que são todas imperfeitas.

Agora claro q quem caminha no trilho de Cristo não prescinde de ouvir a palavra de Deus para fortalecer a sua fé e coragem no árduo trabalho da Salvação.

Creio que Deus o que mais deseja é que o nós amemos uns aos outros.

Ir à missa não é amar o próximo, mas sim visitar o Senhor e ouvi-lo.
Visitar o Senhor e ouvi-lo não é necessariamente a amar o meu próximo mt menos um meu inimigo.

...
bj grande dear.

Maria João disse...

A Igreja e a Bíblia não foram inventadas por homens, Fontez.

A Igreja foi fundada por Cristo. Lê o Acto dos Apóstolos e procura informação em livros históricos para veres como as pessoas viam os cristãos e para veres como eles viviam...

Em relação às Escrituras, Jesus lia-as... Além disso não esqueçamos a acção do Espírito Santo...

E ir à missa também é amar o inimigo. Estás a rezar pelos inimigos nessa altura... Não ouves apenas. Aliás, a missa celebra-se em comunhão. Não se participa, como é habitual ouvir-se dizer.

Quanto ao exigir ou não a Bíblia... Pensemos nestes pedidos de Jesus: "Façam isto em Minha memória" e "Amai-vos uns aos outros". Se o primeiro não é uma exigência, então podemos dizer o mesmo do segunda ...

beijos em Cristo e Maria

Ecclesiae Dei disse...

Que Jesus tenha misericórdia!
Farei também eu uma reparação, obrigado!

Ailime disse...

Maria João,
Apenas me ocorre exclamar:"Meu Deus eu creio, adoro, espero e amo-Vos, peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam".
Que Deus tenha compaixão de todos nós.
Beijinhos em Cristo.

Manuela disse...

Verdade bem colocada aqui por si.
Ainda ontem a ver a televisão canção nova e calhou quando abri a televisão estar a dar uma missa e estava na altura da comunhão.
Estive a ver e a reparar que as pessoas não têem modos nenhuns quando tomam a comunhão.
Nunca fui adepta da passagem da óstia para a mão da pessoa, acho que só fiz umas 2 ou 3 vezes quando era muito mais jovem e come~çou a usar-se, acho que é falta de respeito colocar Jesus nas nossas mãos.
Mas mesmo que se comungue assim deve ser feito com modos, nunca virar as costas e comungar em andamento deve ser feito em frente ao altar e só depois ir embora com calma.
Mas a maioria das pessoas ñão faz isso e depois tem pessoas que deixam até cair ao chão.
Que desrespeito pelo corpo de Cristo.
Até nem a mastigo quando a tenho na boca, deixo dissolver.
Mas é assim a falta de cultura de muita gente.
Ou será também falta de formação?
Abraço
Manuela

Ver para crer disse...

Só de pensar que Jesus quis ficar assim, deste modo, connosco, até me arrepia. Mas acredito que o Amor tem destas coisas.

Maria Pires disse...

ola amiga, é tão verdade quantas vezes vomos á igreja só para pedir e nada temos para oferecer.Mas primeiro que tudo é não ofende-lo nosso Pai compreen-de nossa ignorancia.Beijo cnfiamos em Jesus e Maria.

Fa menor disse...

Obrigada, Maria João.

Quem é que não gosta de ser visitado por aqueles que ama?

Jesus ama-nos com um amor tão grande!
Porque não lhe devotamos um bocadinho mais que seja, da nossa presença?
porque não lhe falamos mais vezes frente a frente?
Porque não nos unimos mais intensamente a Ele na Eucaristia, como nos pediu?

Saibamos ser-lhe agradáveis,
pois mesmo por muito que o sejamos nunca o seremos tanto como Ele merece.

Um grande abraço nEle.