segunda-feira, fevereiro 26, 2007

Pára, faz silêncio e escuta

Este fim-de-semana estive em retiro de silêncio nos missionários combonianos. Foi uma experiência nova. Tenho andado muito cansada, de mau-humor, triste, mas este retiro foi como água fresca para mim. Finalmente parei. Parei para escutar o Nosso Pai e saber o que Ele me queria dizer. E podem crer que me disse muita coisa.

A maior lição é a da Espera. Tenho andado triste e desanimada, porque não tenho obtido resposta da parte do Pai em relação a algumas coisas da minha vida. Mas, neste fim-de-semana, Ele falou. E porquê? Porque fiz silêncio e ouvi-O sem receio da resposta que iria receber. Esperar e ter paciência é algo que nem sempre é fácil. Queremos respostas imediatas. Sempre foi assim. Hoje em dia, com as novas tecnologias, mais do que nunca queremos logo a resposta.

Mas, nem sempre temos de ter logo a resposta. Às vezes, temos de esperar, ganhar folêgo, aprender lições, conhecer melhor a Palavra e a Vontade de Deus, para enfrentarmos o caminho que temos pela frente.

Neste fim-de-semana percebi que não posso ouvir o Pai se não fizer silêncio. Há que parar. Rezar e escutar. Não é preciso fazermos um retiro. Até no nosso quarto podemos fazer isto. Sei que não é fácil parar. Mas, se vier cá a Portugal a vossa banda preferida, não fazem tudo para conseguir arranjar tempo? Não se arranja tempo para o futebol e para as novelas? Não estou a dizer que não façamos nada destas coisas. Só estou a dizer que devemos também lutar e fazer tudo por tudo para estar com o Pai.

Neste retiro aprendi que o não parar leva, muitas vezes, ao cansaço, ao desânimo, ao mau-humor e, quem sabe, a pôr em causa a nossa Fé. Graças a Deus, não duvidei da minha Fé, mas pode acontecer… Tudo isto nos arrefece no Amor para com o Pai. E tudo isto nos leva a entrar por caminhos mais sinuosos, que poderiam ter sido evitados se tivéssemos escutado os Seus conselhos. Aprendi também que se não O ouvir posso estar a queimar etapas na minha vida e a perder tesouros que Ele me queira dar.

Ao princípio não é fácil parar, mas com o tempo e com muita oração, o Pai vai ajudar-nos e vamos conseguir fazer silêncio para o Ouvir. Se ainda não fizeram esta experiência de silêncio, tentem fazê-lo. Peçam ajuda ao Pai. Ele está sempre a bater-nos à porta. Tem muita coisa para nos dizer. Mas, não se esqueçam. Esta porta só abre por dentro. Temos de ser nós a abrir a porta. O Pai não nos força a nada. Apenas propõe.

12 comentários:

joaquim disse...

Fico feliz por ti Maria João, pelo testemunho que dás deste teu encontro tão pessoal com o Senhor Nosso Deus.
E obrigado por me lembrares que é preciso fazer silêncio.
De vez em quando esqueço-me!!!
Um dia, na minha comunidade, atendi uma senhora, que para além de outras coisas, se queixava que Deus não a ouvia, não lhe respondia e no entanto ela estava sempre a rezar, a pedir respostas.
Então eu disse-lhe:
É isso que faz que não lhe permite ouvir respostas. Sabe que Deus é muito educado e nunca fala quando outros falam. cale-se um bocadinho e escute o coração, que vai ouvir a voz de Deus.
Mas eu também às vezes me esqueço do que pretendo aconselhar.
Obrigado por mo lembrares.
abraço em Cristo

Jacinta disse...

Obrigada pelo o teu testemunho lindissimo.

Beijinhos

JA

caminante disse...

Dios habla y es preciso escuchar. Y nos habla a través de cosas nimias, tantas veces. En una semana mencionasteis, otro amigo y tú, este mismo cuadro. Y con el mismo comentario: "Él llama, pero la puerta no tiene cerradura. Sólo abre por dentro. Así respeta nuestra libertad Quien tanto nos quiere".
Gracias por el comentario y por la pintura. No sabía dónde encontrarla.
Un fortísimo abrazo.

Doce Deleite disse...

Todos nós precisamos desse momento de recolhimento para escutar aquela voz.

sedente disse...

estamos em sintonia
abrç+

Deepak Gopi disse...

hi:)
voice that comes from our inside may be his voice,I believe so

david santos disse...

Olá!
É verdade, Maria João! Mas é que temos de parar todos. Parece andarmos distraídos demais...
Parabéns.

Sergio Gonçalves disse...

Olá Maria João.
Fico feliz que tenhas participado no retiro.
Os frutos desses encontros são sempre muitos e tu mesmo os podes-te comprovar.
Ainda bem que o retiro foi para ti um momento de intimidade com Jesus.
Um abraço em Cristo

J disse...

Maria João,

Li o teu post, e revi me em cada palavra, já me senti assim, e tenho me sentido cansada, desanimada, mas para a semana vou estar num momento mais intenso de oração, não é que não o tenha feito mas acho que as vezes é preciso parar mesmo para O ouvirmos com atenção, tantas vezes Lhe fazemos mil pergunas e ainda esta Ele a dar nos a primeira resposta ja estamos nós a perguntar outras mil coisas, realmente há aqui um problema de audição da nossa parte.

Agradeco a partilha de fé, e rezo por ti.

Um grande beijinho em Cristo

Ver para crer disse...

Num mundo cheio de ruídos, é bom ler testemunhos destes.
Obrigado.

Doce Deleite disse...

É sempre uma alegria receber a sua visita em meu blog. Suas palavras são um alento para minha alma.

Pe. Vítor Magalhães disse...

O SILÊNCIO É IMPORTANTE!