sexta-feira, fevereiro 02, 2007

As consequências das nossas acções


O impacto das nossas atitudes pode ser terrível para os outros. Seja onde for. Na Igreja também. Sou cristã católica e nem sempre é muito fácil ouvir comentários de que um padre, um religioso ou um leigo fez isto ou aquilo que estava errado. "Que credibilidade é que a Igreja tem?", perguntam-me.

Respondo dizendo que a Igreja não é perfeita, é feita de homens e mulheres imperfeitos, e todos nós podemos errar. Nem assim. Os comentários continuam. Claro, também é verdade que Jesus disse que não ia ser fácil e felizes daqueles que seriam perseguidos em Seu nome.

Não é fácil sermos gozados por sermos cristãos católicos (isto também acontece com outras religiões, claro), mas vamos habituando-nos e Deus vai-nos dando forças para continuarmos. Faz parte. Jesus também foi perseguido. Mas, o problema central nem passa por aí. A questão está nos actos de todos nós que seguimos Deus.

Afinal, se é verdade que todos nós erramos também é um facto que devemos ter muita atenção aos nossos actos, porque, regra geral, não nos afectam apenas a nós. Vão afectar todas as outras pessoas que seguem a nossa Fé. Se minto, se não costumo perdoar, se não amo, isso vai ser usado contra todos os outros irmãos que seguem Deus. Além disso, como é que conseguimos transmitir a mensagem de Deus com estas atitudes?

Acho que devíamos pensar todos nas consequências dos nossos gestos e das nossas palavras. Sim, por que todos nós já contribuímos, alguma vez, para a imagem negra da Igreja e de Deus. Quer sejamos padres, religiosos ou leigos. Como diria Jesus, quem nunca o fez, atire a primeira pedra. Mas, claro, isto não deve servir de desculpa. Devemos pensar mais nas consequências das nossas acções. Que o Pai nos ajude!

8 comentários:

Sandra Dantas disse...

Querida amiga,
é isso mesmo!!!
Custa muito ouvir críticas, mas é realmente natural!
Temos que ultrapassá-las e sermos um exemplo para todos, apesar das nossas fraquezas!

Obrigado pela tua presença amiga!!!

Um abraço em Cristo!

Il Consiglieri disse...

a oração é essencial para toda a nossa vida...

sedente disse...

a coerência da fé é fundamental para 1 testemunho verdadeiro do Evangelho...mas isso, n é sempr fácil e evidente nas nossas vidas.
É humano "passar-s" com as nossas falhas e as dos outros...mas é cristão: n julgar, nem condenar, perdoar, levantar-s das quedas k acontecem no caminho k conduz a Deus.
abrç+

elsa nyny disse...

Olá Amiga!!!

Nem sabes como gostei de ler o teu texto!!
Pois, as pessoas são muito dificeis de perceber (???)
Mas, sim Ele ajuda-nos a supirtar essas coisas todas!!!

Beijinhos!!


:))

Doce Deleite disse...

Boa tarde Maria, venho aqui agradecer a sua visita. Li seu último post e achei excelente, é essa a nossa realidade de cristãos católicos, somos sempre cobrados, questionados e por que não dizer, perseguidos. Aqui no Brasil não é diferente, diria até que é bem pior, visto que há um imenso número de "igrejas" que não fazem outra coisa, a não ser perseguir a Igreja de Cristo.
Aproveito também para dizer que publiquei o seu texto no meu blog porque me senti identificada com ele. Muito obrigada. Um grande abraço.
Laurie

Andreia disse...

Ola Maria!
Gostei mto do teu post... Por vezes é assim ouvimos criticas de tudo e de nada... mas é bem verdade a Igreja é feita de Homens e Mulheres logo não é perfeita.
Bigada pelo teu comentario no meu blog.
Um grande abraço fraterno em Cristo.

Andreia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
J disse...

Maria João,

Muitas vezes é mais fácil criticar do que dizer bem, e todos somos tentamos a fazê-lo, não percebendo que somos Igreja, que ser Igreja não é só uma instituição mas um grupo de pessoas que Ama Cristo e que segue o seu caminho.

Rezo para que o Pai nos ajude a termos consciência das nossas acções e a actuarmos cada vez mais como Cristo faria no nosso lugar, deixe-mo-Lo agir dentro de nós, e dár-Lhe o lugar que tem, de nos guiar e revelar o seu Amor.

Um grande beijinho em Cristo