segunda-feira, dezembro 11, 2006

Entreguemo-nos apenas ao Pai!


Não adores nunca ninguém mais que a Deus.

Não escutes nunca ninguém mais que a Deus.

Não contemples nunca niguém mais que a Deus.

Porque só Ele te pode saciar.

A Acção de Graças da Missa de ontem foi esta música. Não consegui deixar de pensar nos falsos "deuses" que temos, por vezes, na nossa vida. Não são os do Olimpo, mas acho que são piores do que esses, porque passam despercebidos facilmente.

Estou a falar da fé que temos em certas coisas ou pessoas e que nos levam, mesmo que inconscientemente, a esquecer que tudo depende de Deus. De que "deuses" estou a falar? Do dinheiro, da carreira, de um ídolo, de um astrólogo, enfim... A verdade é que, por vezes, damos tanta importância aos "deuses" falsos que ficamos cegos e não conseguimos ver que estamos a errar e a esquecermo-nos de nos entregar totalmente a Deus. Toda a nossa esperança está neles, mesmo que ao mesmo tempo digamos no Pai-Nosso "seja feita a Vossa Vontade".





5 comentários:

Anónimo disse...

É isso mesmo. Os ídolos adorados hoje pelo mundo são muito reais mas ilusórios.
Tudo passa, só DEus permanece.

J disse...

Maria João,

é verdade tantas vezes adoramos falsos deuses, iludimo nos, seguimos o caminho mais facil, será por medo? Será por desconfiança?

O mais importante é que só a Ele nos devemos entregar e nisso tem razão quando rezamos o Pai-Nosso dizemos " seja feita a Tua Vontade" mas nunca mais pensamos nisso, dizemos por dizer, talvez porque ser a Vontade d´Ele, custa-nos, confiar totalmente sem medos, entregarmo-nos com Confiança, custa-nos, mas é isso que devemos fazer não olhar com os Nossos olhos mas com os D ´Ele e dar-Lhe a nossa vida, para que Ele a conduza sempre e nos molde.

Um grande beijinho e obrigado gostei muito deste post!

Anónimo disse...

"porque só Ele te pode saciar"

É preciso acreditar.

Bjinho, M. João,

Malu

Discípulos disse...

Um Feliz e Santo Natal e um Ano de 2007, Repleto de Bênçãos do Céu e das Graças do Deus Menino.

Deus é Amor.

Os Discípulos

Anónimo disse...

posso dizer q o falso-deus q mais me atormenta a alma sou eu próprio, quando penso bastar-me, quando n me vejo como criatura de deus, ms como criador de um mundinho só meu..