quarta-feira, julho 15, 2009

Experiências de vida e ... vida em abudância!
(Jo 10, 10)

Há uns dias pediram-me uma reportagem sobre um programa de apoio em bairros sociais. E, acreditem, há experiências profissionais que nos marcam e que nos fazem lembrar como Cristo arranja sempre alguém para fazer a diferença. E simplesmente por que nos ama.

Eram 15 horas. Cheguei ao bairro e facilmente descobri onde se encontrava a Casa da Juventude, que faz parte deste projecto. Nesta casa, as crianças e os jovens são incentivados a não deixarem a escola, a lutarem por um trabalho e a conviver com o fantasma da exclusão social e da violência. Existe também o Clube Família, isto é, encontros com os pais.


Não se pense que a casa é de luxo. Trata-se de uma cave, sem grande espaço e a precisar de obras. Enquanto descemos pela s escadas, vemos na parede as mãos de cada criança e jovem. Uma maneira diferente e bem bonita de colorir as paredes brancas e sem luz. Chegamos à cave e vemos vários livros, mesas onde se fazem actividades manuais e os trabalhos de casa. Do lado direito estão os matraquilhos e do lado esquerdo a sala de computadores, onde se joga, se trabalha e se aprende a arranjar computadores.


Sem este projecto, estas crianças e jovens estariam confinadas ao mundo da exclusão social. Assim, aprendem a olhar o futuro de forma mais risonha. Aprendem que a violência não leva a nada. Aprendem que também podem ajudar o resto da sociedade, quando, por exemplo, tornam os jardins mais bonitos.


São todos casos de sucesso? Não há problemas? Claro que não. A vida não é um mar de rosas. Mas, há casos de sucesso. Este ano, pela primeira vez, ninguém reprovou de ano. E, neste momento, uma das pessoas que trabalha no projecto, foi um jovem que cometeu delitos graves e que foi obrigado a fazer trabalho comunitário. Hoje, é um jovem diferente. Deixou a delinquência e é um exemplo para os outros.


Prevê-se que o projecto acabe em Novembro. Há esperanças de que não seja assim. Mas, as verbas condicionam muita coisa. Rezemos!

4 comentários:

Formiguinha disse...

Com que excelente exemplo nos brindas hoje!!!

Esperemos que o projecto não fique por aqui e ainda que, do ponto de vista formal, fique esperemos que a boa vontade o mantenha a funcionar!

Bêjos

Fontez disse...

coragem, querer, conseguir!

bj grande.

p.s. parabéns.

Fa menor disse...

Há projectos... intervenções sociais que valem a diferença.

Que Deus dê força e coragem a quem trabalha para os mais desprotegidos!

Beijos

Cátia disse...

Ando a descobrir estas tuas experiencias... E está a fascinar-me. Acho que é preciso muita entrega, muita dadiva e.. muita coragem. Parabens Maria Joao, por tudo isso.

Esperemos que o projecto não termine, que para isso possa haver verbas... Pensemos que sim, que alguém se vai lembrar destes projectos de integraçao social.

Beijinho grande,
CA