segunda-feira, outubro 30, 2006

É preciso parar e ouvir Deus


"Estou cansada. Tudo o que se faz é por hábito. Vai-se à missa por que é habitual, vai-se a Fátima por que é habitual, faz-se parte do grupo de jovens por que é habitual..."
Este é o sentimento de uma grande amiga minha. É uma pessoa com um coração extraordinário, mas, neste momento, está a passar por uma fase em que as coisas da Igreja lhe parecem distantes e robotizadas. Não consegue encontrar um sentido vivo para o que faz e isso provoca-lhe alguma angústia, porque a sua fé em Deus continua viva.

Às vezes também sinto isso. Mas acho que há uma razão: a falta de tempo para falar com Deus e para pensarmos, sob o Seu Espírito, naquilo que fazemos. Por vezes, estamos tão absortos nas nossas actividades paroquiais ou noutras que deixamos de ter tempo para pensar no que fazemos. Tudo por que não temos tempo para parar, estar em silêncio, rezar, falar com Deus. Ao contrário de Jesus, não temos por hábito sair para o monte e estar a sós com o Pai. A oração colectiva é muito importante, assim como as obras, mas e o Pai? É Ele que nos dá inspiração, força para continuar e nos aconselha qual o melhor caminho a seguir. Mas, como é que vamos saber qual é esse caminho, se não paramos para o ouvir?

10 comentários:

Paulo disse...

Muitos dias da semana, minha amiga, costumo ir na minha hora de almoço à igreja e naquela solidão acompanhado, converso com Deus numa amena cavaqueira e sabe-me bem.

Sandra Dantas disse...

Querida amiga,
por vezes os hábitos levam-nos a pensar realmente assim, que tudo se faz por hábito! Mas a verdade é que somos humanos e precisamos de hábitos, não podemos é deixá-los cair na rotina. Deve haver por detrás de tudo aquilo que fazemos uma razão maior que ultrapasse toda a espécie de rotina! Para mim essa "alma" é o AMOR. Leva-me a ver tudo de maneira positiva, até a própria rotina.
Todos os dias eu coloco diante do Mestre todas as pessoas que não conseguem parar um pouco para lhe falar e para O escutar! Sente-te incluída também nesta oração tu e a tua amiga! Rezo por vós e espero que possais encontrar, pelo menos cinco minutos para dedicar ao Mestre!
Um grande Abraço

joaquim disse...

Há algum tempo alguém me dizia que como casal a vida estava a ficar complicada.
Realmente esse casal passava a vida com outros casais e assim não tinham tempo para falar deles, das suas "coisas" e por isso a intimidade estava a morrer.
Temos de ter tempo para nós e o tempo para nós tem de ser forçosamente com Deus na intimidade, porque como dizes é Ele que fala aos nossos corações e ouve as nossas súplicas e anseios e nos responde com o Seu Amor.
Obrigado por me teres feito reflectir e porque isto que escrevi me "assenta como uma luva".
Abraço em Cristo

no-coracão-de-Deus disse...

Descobri por um amigo o teu blog, resta-me agradecer-te minha irmã na Fé: obrigado por me lembrares que é na simplicidade que se acolhe e vive o mistério amoroso deste "Deus Louco de amor".

rezo por Ti...no coração de Deus.

elsa nyny disse...

Maria João!

Ao contrário da situação descrita...eu vivi a minha vida quase toda...tendo muito tempo para Jesus...no entanto...esse tempo era sempre só entre mim e Ele...eu raramente ia à MIssa...eu não participava em nada...até os ventos mudaram de direcção...e ainda bem que mudaram! Hoje tudo é diferente...por isso se eu estou ali (na Missa)...sei porque estou lá...foi um amadurecimento muito longo...que talvez só foi possivel...porque Ele quis que assim fosse!!!

beijinhos e tudo de bom!!!

:))))

nahar disse...

Ohhh Taizé fantastico local para fazer silencio

Anónimo disse...

Sou talvez uma voz fora do coro, a desafinar... aliás, cheguei porque vim atrás de uns ecos que me encantaram, me seduziram.
Talvez devesse ficar calado. Mas, como me pareceu que temos muita coisa em comum, incluindo o esforço por valorizar os hábitos,ofereço à consideração de todos esta coisa espantosa que ouvi há dias a uma romancista italiana que se diz enamorada de Portugal.
«Quando duas pessoas gostam muito uma da outra, o rotina é a coisa mais maravilhosa que lhes pode contecer».

malu disse...

Maria João, Olá!

Também eu vim aqui parar por portas de outras capelas. Li e gostei do Blog e agora neste post, penso que o título do teu espaço aqui aqui lindamente. :) Pois é, temos imensos hábitos e rotinas, mas nem todos são maus. Então, que tal fazer do título um novo hábito. Para onde quer que vamos, o que quer que façamos, vamos e façamo-lo com Ele ;)

Abrençãos

malu disse...

emendo: "cabe aqui"

sorry :$

Flôr disse...

A nossa comunhão pessoal com Deus, é importantíssima.

Flor :D