segunda-feira, junho 16, 2008

O exemplo da víuva pobre, mas tão rica...


«Estando sentado em frente do tesouro, observava como a multidão deitava moedas. Muitos ricos deitavam muitas. Mas veio uma viúva pobre e deitou duas moedinhas, uns tostões. Chamando os discípulos, disse: «Em verdade vos digo que esta viúva pobre deitou no tesouro mais do que todos os outros; porque todos deitaram do que lhes sobrava, mas ela, da sua penúria, deitou tudo quanto possuía, todo o seu sustento.» Mc 12, 41-44



Pensemos um pouco nesta passagem do Evangelho. Será que, quando damos dinheiro, amor, atenção, etc, ou seja, quando damos Jesus, estamos a dar tudo aquilo que o Pai nos pede?


Será que o que damos é mesmo aquilo de que o nosso próximo está a precisar?


Será que fazemos como Jesus nos pede, isto é, estamos prontos a dar a qualquer momento, a quem não conhecemos, a quem conhecemos, dando se for caso disso o passo para oferecer ajuda?


Não esqueçamos que ajudar, como Jesus nos ensina, implica estarmos atentos ao que está à nossa volta e agir quando é preciso. A outra pessoa pode não dizer por palavras que precisa de ajuda. Mas, se calhar está a dizê-lo através do seu olhar e dos seus gestos...

13 comentários:

Paulo disse...

Pelo menos será bom tentar.

Mari disse...

São estas passagens, bem como outras e uma mais precisa que me sacodem. Tenho certeza que ainda faço muito pouco. Tento dar meu melhor, estou melhorando como pessoa, mas o caminho é longo, erro muito.
Somente espero que se chegar no céu, Jesus me reconheça e não diga que nunca me viu. Não lembro a passagem, mas é a que mais me assusta.
boa semana.
Mari.

Fa menor disse...

Amiga Maria João,
temos que estar atentos, sim! Há nossa volta existem muitos gritos silenciosos que muitas vezes nos passam ao lado, se calhar porque também andamos demasiado ocupados com os nossos próprios gritos que também ninguém ouve. Sejamos essa viúva pobre, que no meio da sua pobreza, conseguir dar para quem ainda tinha menos do que ela. Não tenhamos medo de dar do pouco que temos e somos, porque nem a farinha nunca se nos acabará na tulha nem o azeite na almotolia!

Beijinhos e boa semana

Viviana disse...

Olá Maria João,

Esta é uma das passagens Biblícas que eu aprecio imenso.

O Senhor dá-nos nela uma tremenda lição.

Eu costumo dizer para mim própria e aos meus irmãos e amigos, que antes de pôr o pé na rua... é bom que já tenhamos orado, para que o Senhor nos ajude a estar atentos aos sinais...

Cada amanhecer, devemos estar absolutamente disponíveis para o Senhor nos usar.

um grande abraço

viviana

malu disse...

Ai Maria João que este post vem hoje tão a propósito para mim, por uma situação que vivi e me fez perguntar: "Mas por onde anda a caridade?" Às vezes não está onde pensamos poder encontrá-la e tive vontade de escrever sobre o assunto na Capela.

Obrigada portanto pelo teu post e não esmoreçamos. Fé, Esperança e um bj para ti. Que a mim, o Senhor me dê olhos para ver, ouvidos para ouvir... a Cardidade. Amen.

malu disse...

Corrijo: a Caridade.
Desculpa.

Sandra Dantas disse...

Querida amiga,
esta é também uma das interrogações que tantas vezes me coloco: "Será que estou a dar o que os outros precisam ou aquilo que "eu" penso que precisam?"

É tão difícil sairmos de nós mesmos, dos nossos pontos de vista, para irmos ao encontro dos outros...
Mas, é claro que sempre tento, cada dia recomeço e tento dar tudo!!!

Um abraço amigo!

Mari disse...

Obrigada pelo seu carinho e por suas palavras, bem como a oração que está fazendo por mim. De fato, já observei que quando rezo por mim, demora....mas quando rezo pelos outros, tudo é mais rápido....mistério! Somente Deus sabe por que!?
Beijos maria, muita paz hoje e sempre. marii
E parabéns a vocês, me parecem uma equipe integrada da fé, coração luminosos.

Mari disse...

Oi amiga Maria, vim aqui dizer que é muito importante e sempre será forte diante da vida.
Quero te agradecer seu carinho e amizade e peço a Deus que te dê em dobro tudo que me desejou, que tenha sempre paz, saúde e alegria.
Obrigada por você existir.
Paz e muita vida para você!
Beijos, mariii

Mari disse...

E para todos os seus também, beijos, mari
Paz e saúde !!!

Guerreiro da Luz disse...

Por vezes é importante pararmos no nosso mundo e olharmos, com olhos de ver... e reflectir nas perguntas que nos propões... às vezes custa aceitar as respostas, então mudá-las custa ainda mais....

Beijos
Guerreiro da Luz

Ecclesiae Dei disse...

Temos que admitir que somos egoístas, e precisamos passar por cima desse egoísmo a cada dia para doarmos, não somente o dinheiro, mas nosso tempo, nosso conselho, nosso trabalho, nossa vida pelas coisas de Deus, pelas pessoas, pelo próximo. Muito bom seu post. Nos ajuda a repensarmos nossa vida e nossas atitudes.
Abraços fraternos
João Batista

osátiro disse...

É sempre uma dúvida que fica.
Mas confiamos na misericórdia de Deus.