domingo, agosto 26, 2007

Férias em missão

Este ano tive umas férias diferentes. Acabei de chegar de uma Semana de Encontro Com das Missionárias Combonianas. Foi uma semana de encontro num bairro de barracas.


Foi muito especial. No meio do desprezo e da indiferença de uma boa parte daquela cidade, vivem pessoas, como tu e eu, que têm os mesmos problemas que tu e eu que vivemos em casas que não são barracas. Antes de ir para lá, só me diziam:"Tens a certeza? Não sais de lá com roupa. Tu és maluca!". Há problemas, é verdade, mas nos bairros de prédios também os há. Só que num bairro de lata é mais fácil apontar o dedo... Enfim, todos nós temos de evitar o preconceito. O remédio para isso: conhecer melhor as outras culturas, a realidade da situação e, por que não, ajudar outros a verem que o preconceito não leva a lado nenhum...


Como dizia, trata-se de um bairro desintegrado do resto da sociedade, com muito má fama, mas que, tal como nos prédios, vivem lá pessoas que têm problemas como nos outros bairros de betão. Há os mais pobres, os que têm uma vida melhor... Enfim, a diferença é que neste bairro há entulho, canos de esgoto onde as crianças brincam, terra batida que nos suja os pés, grupos de jovens que lutam entre si até se magoarem a sério...


Mas também há muitas coisas que não existem nos nossos bairros "bonitos". Há muitas crianças, com sorrisos lindos, há pessoas que te acolhem de braços abertos sem se preocuparem se avisaste ou não que os ias visitar e há uma fé e um amor por Deus que ultrapassa fronteiras , apesar do sofrimento.


Não pensem que chegámos lá com bens materiais. Fomos de mãos vazias e com Jesus Cristo dentro de nós. Dei muito, mas recebi ainda muito, muito mais. Aprendi que o preconceito se espalha facilmente e se instala nos nossos corações rapidamente, sem nos fazer pensar e como é importante sensibilizar e dar a conhecer outras culturas para que impere o respeito e a fraternidade. Aprendi também como é bom viver junto de pessoas que estão atentas e que nos dão uma mão amiga mesmo sem dizermos que precisamos da sua ajuda. Vi como Jesus Cristo é muito mais bonito no rosto de quem precisa de uma mão amiga, de um consolo, de uma palavra de carinho...


No final, apetece-me dizer: "Obrigado, Pai, por teres permitido certos sofrimentos na minha vida. Foram muito duros, mas permitem-me, agora, olhar com mais atenção para quem está a sofrer, a amar mais e melhor, a abraçar com mais força... Obrigado, pois sem a Tua Luz, Amor e Misericórdia nada disto seria possível. Amo-Te muito, Abbá!

12 comentários:

Anónimo disse...

foi muito bom partilhar esta semana contigo.

Gostei de me tornar próxima de ti, dele, do resto do mundo!

("Sou irmã do mundo.")

* um beijo L

elsa nyny disse...

Linda!

Bom regresso!
Amei eta tua partilha!
beijinhos!

Ver para crer disse...

Parabéns por escolheres a melhor parte - o amor a Deus e aos irmãos.
Acabo de escrever o resumo de um testemunho de um jovem enfermeiro que vai preparar-se para ser padre missionário com outros jovens.
Também ele diz que os colegas e não só lhe chamam (e o acham) doido por ele deixar uma profissão estável e bem paga pelo desconhecido.
Esquecem-se que as pessoas só se sentirão plenamente realizadas quando amarem plenamente.
Irei pôr esse testemunho no meu blog dentro de dias.

silvino disse...

pior é acharmos q é natural: sempre houve pobres, sempre haverá; e deitamos por terra qualquer aposta na mudança:/ ..obrigado por nos dares um vislumbre da esperança(:

joaquim disse...

Maria João
Este teu testemunho faz-me pensar em tantas coisas que eu podia fazer e não faço...
De algumas "experiências" que tive parecidas com a tua, fica-me para além de tanto que Deus e os nossos irmãos no dão, um sentimento de paz, de tornar mais útil a minha vida, um sentimento indescritivel de alegria interior...
Obrigado por me teres feito reviver esses momentos, para me exortar arepeti-los...
Abraço amigo em Cristo

Fontez disse...

A luta contra o preconceito não é fácil...pois.
Bravo pelas acções que têm feito.
Bravo.

Lia disse...

Olá Maria João!
Nunca mais te disse nada,
desculpa esta falta que
não é de consideração...
Obrigada por partilhares estes
dias em missão... Podes crer
que recebemos mais do que damos!
Admirei muito a grandeza do teu
coração!
Um abraço forte

Maria João disse...

Olá, Lia!

Não tens de pedir desculpa. Gostei de te ver de volta. :)

beijos em Cristo

Laura disse...

Que belo Maria essa sua experiência junto aos mais carentes. Que Deus, na sua infinita bondade, te conserve assim para que muitos possam desfrutar da tua companhia, não porque é Maria João simplesmente, mas porque é Jesus em Maria João. Não fosse assim, não valeria a pena, ficaria apenas no plano material.

Um grande abraço.

Paulo Costa disse...

Belo testemunho! Palavras sábias e verdadeiras que são fruto de uma experiência pessoal enriquecedora e inesquecível. Admiro a tua generosidade, coragem, fé e amor pelo próximo.
Abraço fraternal!

Jornal da Família disse...

visite:
www.ojornaldafamilia.blogspot.com

Sandra Dantas disse...

Querida Maria,
que Alegria!!!
Fico muito feliz pela experiência que fizeste!
Continua a Amar dessa maneira!

Um abraço amigo!!!