domingo, agosto 24, 2008

Qual é o próximo julgamento?

"Não julgueis, para não serdes julgados; pois, conforme o juízo com que julgardes, assim sereis julgados (...). Porque reparas no argueiro que está na vista do teu irmão, e não vês a trave que está na tua vista?" (Mt 7, 1-3)

O pedido de Jesus para não julgarmos não me sai da cabeça desde a semana de missão com os sem-abrigo. Estive com pessoas que chegaram ao ponto mais baixo que pode chegar uma vida humana, por causa de erros cometidos. Estou a falar da missão dos sem-abrigo novamente, porque, como vos disse, foi uma missão muito intensa e ainda estou a digerir tudo o que aprendi.


A lógica humana é condenar. Apontar o dedo. Mas, quando vamos ter com essas pessoas, quando conhecemos as suas vidas, o seu passado, e deixamos Cristo tirar as escamas dos nossos olhos, vemos que não somos ninguém para condenar. Uma coisa é ouvir falar e ver na televisão. Outra coisa é estar com a pessoa.


E por que razão não devemos condenar, como Cristo nos pede a cada dia? Porque todos nós cometemos asneiras e, muitas são grandes, mas não se vêem... Além disso, quem somos nós para condenar, se ainda podemos cair na rua por nos metermos por caminhos que não devemos? Quantos estão na rua e tinham uma vida dita impecável que não fazia prever nada do que estão a passar neste momento...


Não é fácil, é verdade... Mas, se lutamos por tanta coisa inútil, por que não lutamos também para mudar o nosso hábito de julgar desnecessariamente? Melhoraremos a nossa maneira de estar na vida, não nos irritaremos tanto, não teremos tantas brigas...


Ah! E esta mudança de vida deve ser para todos nós... Todos julgamos. Uns mais do que outros, mas todos o fazemos. Pensando neste pedido de Cristo, meditemos nos julgamentos que vamos fazendo todos os dias... E, claro, peçamos ajuda a Jesus e a Maria para deixarmos o maldito do julgamento... Não é num clique que vamos mudar, mas podemos mudar. A Deus Pai tudo é possível...


E, atenção... Muitas vezes pensamos que estamos apenas a dizer a verdade e não a julgar. Se calhar o melhor é usar aquele filtro: será que o que vou dizer vai contribuir para a verdade e para o bem da pessoa e dos que nos rodeiam? Vai fazer a outra pessoa crescer e aprender? E, nós, como cristãos... O que vamos dizer vai tornar Jesus e Maria mais felizes?


PS: Já agora, peço orações pela semana de missão que está a decorrer no bairro onde costumo ir.

10 comentários:

Mariana disse...

Obrigada pela visita!
Seu post realmente vem para abrir nossas mentes e nossos corações. Quem somos nós para julgar o irmão!
Abraço em Cristo,
Mariana

Kenosis disse...

Deus Amor abençoe suas lindas palavras! Somente quando Deus vai substituindo a nós mesmos pelo Seus Amor, nessa transformação divina, é que os julgamentos vão se transformando em entendimento amoroso segundo os Olhos de Deus, o pensamento de Deus que não é o nosso.Bela meditação, irmãzinha! Já estou rezando pela Missão.Jesus e a Mãezinha lhe abençoem e guardem muito! Bjos!

mari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mari disse...

Verdade!
Mas muitas vezes ainda julgamos, temos que ficar muito atentos, porque quando falamos, sem querer, muitas vezes estamos julgando.
Para isso, temos que pensar muito antes de falar qualquer coisa, porque tudo é muito rápido.
Para mim, o pior julgamento é dos irmãos em Cristo, que se criticam, quando em verdade, deveriam estar mais unidos. Triste, mas vejo muita inveja, competição, brigas em pastorais e uma luta para agradar o padre, sem falar nas intrigas, invejas.
Veja, já estou julgando!? Difícil.
Que Deus me liberte todo dia.
Beijos Maria!

Laurie Marie disse...

Não devemos nos esquecer que, todas as vezes que apontamos o nosso dedo, pelo menos três estarão apontados em nossa direção.

Que Jesus tenha misericórdia.

Kenosis disse...

Olá, querida! Ás vezes fico pensando em quanto, quanto é importante lembrarmos do Corpo de Cristo, que é a sua Igreja, que são as almas...O que fazemos às almas, o fazemos ao Corpo de Cristo...Isso sempre vem em minhas meditações...Que Ele nos abençoe e ilumine! Bjos!

Ecclesiae Dei disse...

Que Deus nos permita dar ao próximo o mesmo amor que Ele nos dá...

erick sávio disse...

seu blog já foi adicionado em nossa mais nova lista de blogs católicos, le informamos que a cada atualização seu blog irá estar sendo divulgado mais amplamente.

agora só le pedimos um favor santa pessoa, para nos ajudar a divulgar outros blogs e até mesmo o seu, pedimos que você coloque o link de nosso site em seu blog, assim com todos os membros do site colocando o link do site nos blogs iremos conseguir alcançar nossos objetivos que é de divulgar todos os blogs católicos da web. MUITISSIMO OBRIGADO POR VOCÊ TER ACEITADO PARTICIPAR DE NOSSO PROJETO.

link: www.blogscatolicos.uni7.net/

paz e bem, fica com DEUS

Paulo disse...

Admiro aquilo que fazes. Não são muitas as pessoas, pelo menos pelos meus lados, que se entregam assim...e batem no peito todos os Domingos (sim parece aue estou a julgar...)

Ailime disse...

Sim, “não julgueis para não serdes julgados”!
Muitas vezes não vemos a nossa cegueira e apontamos o dedo aos outros, quando nesse mesmo momento, um outro dos nossos dedos aponta para nós!
É muito difícil viver num mundo como este, em que a falta de solidariedade, as deslealdades cometidas, nos fazem sofrer muito!
Eu própria, por vezes tento defender-me, pedindo que não ataquem “mas apresentem os problemas” devidamente fundamentados, para se chegar a um acordo!
Ainda ontem no meu emprego aconteceu!
O teu comentário à citação bíblica, de S. Mateus, é bastante elucidativo, de como deveremos agir e proceder para com os nossos semelhantes, de modo a seguir os passos de Jesus…
Bem-hajas pela Luz que irradias e que Deus te proteja sempre em todos os momentos da tua vida…
Beijinhos.